Polícia Civil indicia homicida que tentou matar testemunha para ocultar crime em Laranjal do Jari

Amapá

Os crimes aconteceram em via pública, no dia 07 de fevereiro desse ano.

Os crimes aconteceram em via pública, no dia 07 de fevereiro desse ano.

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Amapá, por meio da 1ª Delegacia de Polícia de Laranjal do Jari, indiciou um homem de 26 anos de idade, pela prática de um crime de homicídio e de uma tentativa de homicídio. Os crimes aconteceram em via pública, no dia 07 de fevereiro desse ano.

Primeiramente, o indiciado, utilizando uma faca, desferiu um golpe no coração da primeira vítima (de 46 anos de idade). Em seguida, empreendeu fuga. A vítima foi socorrida por populares e levada ao hospital.

Durante a fuga, o indiciado passou pela segunda vítima (de 44 anos de idade), e perguntou se primeira vítima havia morrido. Ao receber uma resposta ríspida da segunda vítima, o indiciado percebeu que havia sido reconhecido como o autor do crime e tentou golpeá-la no peito com uma faca. Mas, a segunda vítima se esquivou e foi atingida no ombro. Em seguida, o indiciado empreendeu fuga novamente.

De acordo com o Delegado Rômulo Viegas, um familiar da primeira vítima foi à Delegacia e informou que a mesma estava hospitalizada por ter sido esfaqueada. De imediato, os policiais civis foram ao local, porém a primeira vítima já havia falecido. Neste momento, a segunda vítima chegou ao hospital para receber atendimento médico por ter sido golpeada no ombro e informou o ocorrido aos policiais. Foram realizadas diversas diligências na tentativa de localizar e prender o suspeito, porém, ele não foi encontrado.

“Após o reconhecimento do autor do crime pela vítima sobrevivente, bem como o recebimento de denúncias anônimas que também confirmaram a identidade dele, representei pela prisão preventiva com fundamentos na ordem pública, por conveniência da instrução criminal e para garantir a aplicação da lei penal. O autor, que já respondeu por ato infracional análogo ao crime de homicídio em Monte Dourado/PA, foi indiciado por homicídio simples em relação à primeira vítima e por tentativa de homicídio qualificado em relação à segunda vítima, pois tentou garantir a ocultação do primeiro crime”, explicou o Delegado.

O autor foi preso em Belém, no Estado do Pará (PA), no momento em que tentava viajar para o Estado do Maranhão. Em interrogatório realizado por videoconferência, o acusado utilizou o direito de ficar em silêncio. O recambiamento do preso ao Estado do Amapá já foi requerido ao Poder Judiciário.

O inquérito policial foi encaminhado ao Ministério Público para o oferecimento da ação penal.

Fonte: A Gazeta do Amapá