Polícia Federal realiza operação para repressão de crime organizado no Estado

Amapá

A operação “Concordia”, também contou com o apoio da Policia Militar do Amapá? (PM-AP), e teve como objetivo reprimir grupo que atua no tráfico de drogas e em outros crimes violentos, seguindo ordens que partem de dentro do sistema penitenciário.

A operação “Concordia”, também contou com o apoio da Policia Militar do Amapá? (PM-AP), e teve como objetivo reprimir grupo que atua no tráfico de drogas e em outros crimes violentos, seguindo ordens que partem de dentro do sistema penitenciário.

Foto: MP-AP

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MP-AP) e o Núcleo de Inteligência do Ministério Público do Amapá (Nimp/MP-AP), apoiaram ação da Polícia Federal (PF) realizada na manhã desta quarta-feira (10). A operação “Concordia”, também contou com o apoio da Policia Militar do Amapá? (PM-AP), e teve como objetivo reprimir grupo que atua no tráfico de drogas e em outros crimes violentos, seguindo ordens que partem de dentro do sistema penitenciário.

A investigação teve início após o cumprimento de mandado de prisão temporária e de busca realizados pela PF em operações passadas, que levantaram indícios sobre a atuação da organização investigada. Os envolvidos podem responder por tráfico de drogas e organização criminosa, estando sujeitos a pena de reclusão de até? 23 anos, caso condenados.

Andréa Guedes, coordenadora do Gaeco-AP e Núcleo de Inteligência do MP-AP, coordenou as equipes que deram apoio à operação. "É imprescindível essa atuação interinstitucional para combater o crime organizado em nosso Estado", ressaltou a promotora de Justiça.

Fonte: A Gazeta do Amapá