SJ Tini - шаблон joomla Скрипты

Hospital Universitário terá R$ 120 milhões para aquisição de equipamentos

    Mais de R$ 75 milhões são de emenda impositiva e R$ 40 milhões, do Ministério da Saúde; recursos são fruto de articulação conjunta do GEA e parlamentares.

    O Ministério da Saúde (MS) vai garantir cerca de R$ 40 milhões para equipar o Hospital Universitário, que está sendo construído nas dependências da Universidade Federal do Amapá (Unifap), na zona sul de Macapá. O anúncio foi feito neste domingo, 10, durante visitas do ministro Luiz Henrique Mandetta, a obras de saúde. Ele esteve acompanhado do governador Waldez Góes, do vice-governador Jaime Nunes, do presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre e demais autoridades federais e políticos amapaenses.

    O Hospital Universitário está cerca de 65% concluído, e a previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2020. A obra está orçada em R$ 172 milhões de recursos do Ministério da Educação e de emendas da bancada federal, com forte articulação política do governador Waldez Góes.

    “O Hospital Universitário vem para reestruturar os serviços de média e alta complexidade da saúde no Amapá. Vai viabilizar um salto na qualidade dos atendimentos e ofertar mais dignidade à nossa gente. Por isso meu compromisso permanente e, hoje, vemos uma obra caminhando para o fim, fruto do esforço de todos”, ressaltou o governador.

    Para equipar o hospital da Unifap, segundo o senador Davi Alcolumbre, são necessários aproximadamente R$ 120 milhões. Deste total, disse o senador, mais de R$ 75 milhões sairão de emenda impositiva de R$ 100 milhões da bancada federal, já acertados e, os demais R$ 40 milhões foram confirmados pelo ministro durante a visita às obras.

    Luiz Henrique Mandetta elogiou a maturidade e união dos atores políticos amapaenses, nas diversas esferas, para viabilizar um novo tempo à saúde pública no estado. “Quando falamos em saúde, falamos em vida. Quando se transcende as diferenças políticas, valoriza-se a vida. Essa obra vem para organizar a média e alta complexidade da saúde amapaense, além de ser um hospital-escola. Um projeto que pensa no futuro”, considerou.

    O ministro acrescentou que os trabalhos para aquisição dos equipamentos já devem ser iniciados. “Vamos garantir os equipamentos. Os técnicos já devem fazer o dimensionamento, e, enquanto a obra for andando, vamos licitando, para precaver contratempos na aquisição”, explicou Mandetta, que ainda falou em dialogar com os agentes políticos acerca de concurso público para os profissionais da unidade.

    Fonte: Diário do Amapá

Galeria de Fotos